16 DE MARÇO. “Eu protesto contra um protesto elitista, racial, fanático e  conservador”. Frei Petrônio de Miranda, Padre Carmelita e Jornalista/AL. PÁGINA PÚBLICA: www.facebook.com/diariodofreipetronio Visite, curta, divulgue! (Nos próximos dias, siga o Frei apenas nesta única página).  

Se você votou em um deles, você também está na lista. O quê! Isso mesmo! Se você votou em um político nesta lista, você é o responsável indireto pela corrupção.    

 

A LISTA NEGRA!!!

Vice-governador

João Leão (PP-BA) – vice-governador da Bahia

Senadores

Renan Calheiros (PMDB-AL) – presidente do Senado e do Congresso Nacional
Antonio Anastasia (PSDB-MG)
Benedito de Lira (PP-AL)
Ciro Nogueira (PP-PI) – senador pelo Piauí e presidente nacional do PP
Edison Lobão (PMDB-MA) – senador pelo Maranhão e ex-ministro de Minas e Energia
Fernando Collor (PTB-AL) – senador por Alagoas e ex-presidente da República
Gladison Cameli (PP-AC)
Gleisi Hoffmann (PT-PR) – senadora pelo Paraná e ex-ministra da Casa Civil
Humberto Costa (PT-PE) – senador por Pernambuco e ex-ministro da Saúde
Lindberg Farias (PT-RJ) – senador pelo Rio de Janeiro e ex-candidato ao governo do Estado
Romero Jucá (PMDB-RR) – senador por Roraima e ex-líder do governo no Senado
Valdir Raupp (PMDB-RO)

Deputados

Eduardo Cunha (PMDB-RJ) – presidente da Câmara e ex-líder do PMDB na Câmara
Afonso Hamm (PP-RS)
Aguinaldo Ribeiro (PP-PB)
Aníbal Gomes (PMDB-CE)
Arthur Lira (PP-AL)
Dilceu Sperafico (PP-PR)
Eduardo da Fonte (PP-PE) 
Jerônimo Goergen (PP-RS)
José Mentor (PT-SP)
José Otávio Germano (PP-RS)
Lázaro Botelho (PP-TO)
Luís Carlos Heinze (PP-RS)
Luiz Fernando Faria (PP-MG)
Missionário José Olimpio (PP-SP)
Nelson Meurer (PP-PR) 
Renato Molling (PP-RS)
Roberto Balestra (PP-GO)
Roberto Britto (PP-BA)
Sandes Júnior (PP-GO)
Simão Sessim (PP-RJ) 
Vander Loubet (PT-MS) 
Waldir Maranhão PP-MA)

Políticos sem mandato

Mário Negromonte (PP-BA) – ex-ministro das Cidades, atual conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia
Roseana Sarney (PMDB-MA) – ex-governadora do Maranhão e ex-senadora
Aline Corrêa (PP-SP) 
Carlos Magno (PP-RO)
Cândido Vaccareza (PT-SP)
João Pizzolatti – (PP-SC) 
José Linhares (PP-CE)
Luiz Argôlo (ex-PP, atual SD-BA)
Pedro Corrêa (PP-PE)
Pedro Henry (PP-MT)
Roberto Teixeira (PP-PE)
Vilson Covatti (PP-RS)

O Projeto de Lei de Iniciativa Popular pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas foi lançado em 2013, em parceria com mais de cem entidades da sociedade civil, entre elas a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O Papa Francisco disse que, quem vai à missa todos os domingos, comunga, dá esmolas e inclusive envia um cheque para ajudar a Igreja, mas depois paga mal seus empregados ou o faz informalmente, sem depositar a contribuição para que tenham acesso à saúde e à aposentadoria, está usando “Deus para acobertar a injustiça: e isso é um pecado gravíssimo”.

Durante sua homilia matutina na residência de Santa Marta, Jorge Mario Bergoglio alertou os presentes que a Quaresma — o tempo litúrgico no qual os cristãos se preparam para a Páscoa — não consiste em “não comer carne às sextas-feiras, fazer qualquer coisinha, e depois fomentar o egoísmo, a exploração do próximo, ignorar os pobres; não é bom cristão aquele que não faz justiça com as pessoas que dependem dele”.

Não é a primeira vez que Bergoglio avisa que tem marcados os fariseus do século XXI. No começo de novembro de 2013, Francisco utilizou duas intervenções sucessivas — uma na missa de Santa Marta e outra na Praça de São Pedro — para destacar os corruptos que pretendem lavar sua alma dando dinheiro à Igreja.  “Talvez comecem com um pequeno envelope, mas isso são como as drogas: o hábito do suborno se transforma em um vício”, disse durante a homilia. “Dão de comer aos seus filhos pão sujo! E seus filhos, talvez educados em colégios caros e ambientes cultos, terão recebido do pai a sujeira como comida, porque seu pai, levando o pão sujo para casa, terá perdido a dignidade! E isso é um pecado grave! Porque talvez comece com uma pequena mordida, mas é como a droga!”.

O Papa disse então que prefere mil vezes um pecador do que um corrupto. “A diferença”, explicou, “é que quem peca e se arrepende, pede perdão, se sente frágil, se sente filho de Deus, se humilha e busca o perdão”. Por outro lado, acrescentou “o corrupto leva uma vida dupla. Mete a mão no bolso e doa para a Igreja. Mas, com a outra mão, rouba: o Estado, os pobres... Rouba”. Segundo Bergoglio, que está fazendo de seu pontificado um apelo constante à tolerância e ao perdão, com os corruptos — “que escandalizam porque não se arrependem”— não pode haver nenhum tipo de compaixão: “Merecem — foi Jesus quem disse, não eu — que uma pedra de moinho seja amarrada no pescoço e que sejam jogados ao mar. Não se fala em perdão aqui”.

Durante sua homilia de Santa Marta, que como todos os textos que lê são escritos com o próprio punho, o Papa também pediu que os fiéis se perguntassem o que podem fazer para evitar tantas injustiças sociais: “O que posso fazer pelas crianças ou pelos idosos que não têm a possibilidade de receber a visita de um médico, ou que esperam mais de oito horas para serem atendidos e depois sua consulta é mudada para o dia seguinte?”.

Fonte: http://brasil.elpais.com

“Um menor com baseado na mão não é um traficante, um marginal pra tomar tapa”. Carlinhos Brown.

Imagens da 9ª Bienal da União Nacional dos Estudantes (UNE). O Evento acontece entre os dias 1º a 6 de fevereiro de 2015, no Rio de Janeiro. Com o tema: “Vozes do Brasil", a UNE propõe à reflexão sobre a língua como elemento da identidade cultural brasileira. Os seis dias de evento contarão com shows, atividades culturais e esportivas, mostras científicas, oficinas e debates espalhados por espaços da capital carioca.

Câmera e reportagem: Frei Petrônio de Miranda, Padre Carmelita e Jornalista. Convento do Carmo, Lapa, Rio de Janeiro. 4 de fevereiro-2015. DIVULGAÇÃO: www.mensagensdofreipetroniodemiranda.blogspot.com

Através da Organização Meteorológica Mundial (OMM), uma instituição especializada das Nações Unidas, a ONU divulgou nesta segunda-feira 02 que o ano de 2014 foi o mais quente já registrado na Terra. Relatório confirma estudos publicados previamente por organizações americanas e japonesas. A reportagem foi publicada pela agência Deutsche Welle e reproduzida pela revista CartaCapital, 03-02-2015.

A temperatura média do ar no ano passado na superfície do planeta superou em 0,57 grau Celsius a média calculada para o período de referência, entre 1961 e 1990, que foi de 14 graus Celsius. “Nosso século conta com 14 dos 15 anos mais quentes. Acreditamos que este reaquecimento mundial se manterá, já que a concentração de gases efeito estufa na atmosfera e o aumento da entalpia [calor contido] dos oceanos nos levam a um futuro mais quente”, disse o secretário-geral da OMM, Michel Jarraud.

“O ano de 2014 é, em valores nominais, o ano mais quente já observado, embora exista uma diferença muito pequena entre os três anos mais quentes”, explicou Jarraud. 2010 registrou 0,55 grau Celsius acima da média de referência, e 2005 assinalou 0,54 grau Celsius...

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.ihu.unisinos.br/noticias/539599-2014-o-ano-mais-quente-da-terra