As nuvens anunciam! Bem... Todos estão esperando a chuva agora, 18h e 10min na capital paulista. Será que ela vem? Quando o homem destrói a natureza não tem reza forte... Homem!? Não, não... Digo, quando o PSDB/SP, ao longo dos 20 anos não fez nada pela sustentabilidade, temos como resultado a seca. (Veja um vídeo daqui a pouco). 

Em agosto de 2014, ao voltar da sua viagem à Coreia do Sul, o Papa Francisco queria parar no Curdistão, uma área incrustada entre a Síria, a Turquia, o Iraque e o Irã. Ele tinha a intenção de lançar também de lá o seu apelo em favor dos cristãos do Oriente Médio, massacrados pelos fundamentalistas islâmicos.

E Molina contou que dissera ao papa, chamando-lhe de "tu", como fazem muitos padres que o conhecem desde os tempos em que era arcebispo de Buenos Aires: "Cuidado, podem te matar. E Francisco respondeu: 'É a melhor coisa que poderia acontecer. E também para ti...'".

Não eram palavras resignadas. Ele parecia dizer, mais simplesmente, que é preciso estar pronto até ao martírio...

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.mensagensdofreipetroniodemiranda.blogspot.com.br/2014/11/ameacas-do-isis-aumenta-protecao-para-o.html

Para muitos, o racionamento de água em São Paulo já é uma realidade líquida e certa. Resta saber até quando políticos ganharão tempo para escondê-la ou se a população agirá, a ponto de, quem sabe, se repetirem as chamadas ‘guerras da água’, já vistas em locais onde os serviços hídricos e sanitários foram privatizados. De toda forma, o assunto não é passageiro e exige toda uma reflexão a respeito dos atuais modelos de vida e economia. A entrevista é de Gabriel Brito e Paulo Silva Junior, publicada pelo jornal Correio da Cidadania, 17-11-2014.

“Em primeiro lugar, é preciso reeducar a população a reduzir o consumo. As empresas também, pois quando se fala em redução de consumo parece que só a população consome. Mas, no Brasil, 70% da água é consumida pela agricultura, 22%, pela indústria e 8%, pelas residências. E quando se fala em redução de consumo, só se fala dos 8%, mas não dos 92%”, afirmou Marzeni Pereira, tecnólogo em saneamento da Sabesp, em entrevista ao Correio da Cidadania...

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.ihu.unisinos.br/noticias/537546-crise-hidrica-de-sao-paulo-passa-pelo-agronegocio-desperdicio-e-privatizacao-da-agua

"O problema não são os corruptos do PT ou do PSDB, mas a nossa corrupção diária" Frei Petrônio de Miranda, Padre Carmelita e Jornalista/RJ. 

“Concordo com o senhor. Se cada um fizer a sua parte o país será muito melhor. O mundo muda quando nós mudamos. A corrupção começa quando se fura uma fila, quando se faz gato na TV a cabo, quando se aceita um presente para dar um jeitinho brasileiro no andar das carruagens”.

Alessandra Cristina Vicentin Kodama. São José do Rio Preto, São Paulo. (Via Facebook)

 

O período eleitoral movimentou as redes sociais e, mesmo com o fim das eleições, os comentários e brincadeiras nas redes continuam a todo vapor. Memes preconceituosos estão tomando conta de milhares de perfis.

Com a reeleição de Dilma Rousseff (PT), a onda de preconceito no Twitter e Facebook está se espalhando de forma intensa, atingindo eleitores do PT, beneficiários do bolsa família e, principalmente, os nordestinos.

Alguns usuários já começaram a denunciar as publicações preconceituosas através de ferramentas online, como o site da SaferNet Brasil. Preconceito contra os nordestinos pode ser enquadrado no crime de xenofobia, que é a aversão a diferentes culturas e nacionalidades.

Fonte: http://www.metro1.com.br

Ao todo, 28 partidos elegeram deputados federais. PT, PMDB e PSDB têm, em ordem decrescente, as três maiores bancadas. Congresso em Foco, 05-10-2014, apresenta aqui em primeira mão a lista dos deputados federais eleitos no Distrito Federal e nos 26 estados brasileiros. Os resultados ainda estão sujeitos a alteração se candidatos com o registro atualmente negado pela Justiça eleitoral – como o ‘ficha suja’ Paulo Maluf (PP-SP) – conseguirem reverter essa decisão. Mas o quadro das candidaturas pendentes não tem possibilidade de alterar de maneira significativa a distribuição das cadeiras entre os partidos...

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.ihu.unisinos.br/noticias/535882-a-nova-composicao-da-camara-dos-deputados-quem-perdeu-e-quem-ganhou

DOMINGO DE ELEIÇÃO... Acabei de votar aqui no Rio de Janeiro. Em quem? Em Marina, óbvio! No segundo turno- Caso a mulher não chegue lá, voto em Dilma. (E não me venha dizendo que católico vota em Aécio, blá, blá, blá... ) Bom domingo para todos nós! Frei Petrônio de Miranda, Carmelita. Convento do Carmo, Lapa, Rio de Janeiro.

A internet global e massificadora da cultura dominante é uma ficção, acredita o jornalista e sociólogo francês Frédéric Martel. Em seu último livro, “Smart – Uma Pesquisa sobre Internets”, que deve chegar às livrarias brasileiras no primeiro semestre de 2015, Martel afirma que não existe uma internet unificada e que seu crescimento só aconteceu pela adaptação da rede às peculiaridades locais de cada recanto que o universo virtual alcança.

Por isso, ele propõe a adoção do plural para indicar as diferentes formas que a internet toma em diferentes lugares. A popularização da vida digital também o leva a propor que a rede seja identificada como um substantivo comum, sem letra maiúscula, igual ao que se faz com o rádio e a televisão. A partir de observações recolhidas em mais de 50 países ao longo dos últimos quatro anos, Martel concluiu que a fragmentação e a regionalização são os traços fortes da internet...

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.ihu.unisinos.br/noticias/535763-sociologo-diz-que-forca-da-internet-e-relativa

*Dom Frei Vital Wilderink O. Carm. In Memoriam.

(Eremitério Fonte de Elias, 23 de setembro de 2009, lendo um pequeno artigo de Jean-Jacques Suurmond em Trouw).

A primeira não existe a segunda é um desafio. Não faltaram na história exemplos, mesmo fora do cristianismo, de fazer uso político de uma religião. O que pode levar a um ambiente, pelo menos levemente ditatorial. O império romano foi um exemplo disso: os seguidores de Cristo eram considerados um perigo para a unidade política dos súditos do divino César. A presença infalível da bandeira nacional em cada igreja nos Estados Unidos, iria um pouco neste sentido. Lembro-me que muitos anos atrás no Brasil, em determinadas ocasiões, a bandeira com seu “Ordem e Progresso” também enfeitava as celebrações litúrgicas. Penso, porém, que entre os dois casos há uma diferença de interpretação.

No Brasil, também nas escolas havia diariamente o hasteamento da bandeira e canto do hino nacional. Mas nos Estados Unidos, pelo menos na impressão de não-americanos, era um sintoma de secularização que na forma de patriotismo (culturalmente colorido, até pelo capitalismo) invadia as igrejas. Nos Estados Unidos nos candidatos à presidência do país nunca pode faltar uma certa religiosidade. Não é imaginário o perigo de colocar a religião numa agenda sociopolítica. Pelo menos Santo Agostinho era dessa opinião. A religião do império romano exigia obediência e realização de atos gloriosos em prol da pátria. Cristo, pelo contrário, pregava humildade. É um perigo para quem exerce o poder, pois este poder poderia ser solapado.

Pode a religião ser um benefício para quem exerce o poder?  Pode acontecer quando a religião contribui para a realização do objetivo dos candidatos ao poder. Neste caso a religião é reduzida a uma ideologia. O nazismo e o comunismo também visavam unir o povo em vista de um objetivo político a ser alcançado.  Porque no sistema de Machiavelli a humildade de Cristo era banido? Porque ele entendeu que a humildade não tem nada a ver com submissão ou dependência, pois neste caso serviria bem ao objetivo dos poderosos. É que a humildade cristã é entrega a um poder estranho; ao poder de Deus  que nos leva a uma libertação.  O primeiro torna-se ó ultimo.

*Dom Frei Vital Wilderink, O Carm, foi vítima de um acidente de automóvel quando retornava para o Eremitério, “Fonte de Elias”, no alto do Rio das Pedras, nas montanhas de Lídice, distrito do município de Rio Claro, no estado do Rio de Janeiro. O acidente ocorreu no dia 11 de junho de 2014. O sepultamento foi na cidade de Itaguaí/RJ, no dia 12, na Catedral de São Francisco Xavier, Diocese esta onde ele foi o primeiro Bispo.

"Enquanto não sabemos em quem vamos votar, as igrejas pentecostais, sim, sabem em quem vão votar", disse o padre Paulo Bezerra no salão repleto de fieis do centro comunitário da Igreja de Nossa Senhora do Carmo, em Itaquera, zona leste de São Paulo...

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.mensagensdofreipetroniodemiranda.blogspot.com.br/2014/09/a-revelia-da-cnbb-padre-apoia-candidato.html

+ Aldo di Cillo Pagotto, sss, Arcebispo Metropolitano da Paraíba

Conheça a trajetória e as propostas do candidato e do partido. Se eleito, cobre resultados! Observe se o candidato trabalha com políticas estruturais ou se improvisa políticas de compensação.

- A Igreja orienta os fiéis a respeito dos princípios éticos e dos valores morais, incentiva-os para que contribuam na organização da ordem social, de modo que sejam bons cristãos e honestos cidadãos, testemunhem os valores do Evangelho de Jesus, enfim, esforcem-se para torná-los presentes na organização da sociedade. Pelo voto consciente, responsável, democrático, o povo pode decidir o seu presente e o seu futuro...

 *Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.mensagensdofreipetroniodemiranda.blogspot.com.br/2014/09/a-cartilha-eleicoes-2014.html

Dom Walmor Oliveira de Azevedo, Arcebispo de Belo Horizonte (MG)

Na medida em que se entra na reta final para as eleições 2014, a propaganda avança e as pesquisas impactam. O cidadão se vê numa encruzilhada eleitoral. Um enorme desafio à cidadania. Não basta apenas escolher um nome. O alcance da responsabilidade e das consequências do voto não permitem atitude simplória, sob pena do alto custo de decisões inadequadas sobre o executivo e a representatividade...

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.mensagensdofreipetroniodemiranda.blogspot.com.br/2014/09/encruzilhada-eleitoral.html