O Papa Francisco escolheu o Rev. Padre Luis Miranda Rivera, da Ordem Carmelita, como o segundo Bispo da Diocese de Fajardo-Humacao.

O padre Luis é atualmente pastor da paróquia de Santa Teresita, em Santurce. Ele também é vigário episcopal do vicariato de San Juan-Santurce da arquidiocese de San Juan. A nomeação foi publicada hoje em Roma.

“ Mais uma vez, queremos agradecer ao Papa Francisco por nos surpreender agradavelmente com a nomeação do novo bispo para a diocese de Fajardo-Humacao. É o segundo compromisso que ele faz este mês e o terceiro bispo que ele designa para Porto Rico. Da mesma forma, agradecemos ao nosso Delegado Apostólico, monsenhor Bader, por providenciar para que esta diocese tenha seu novo bispo”, disse monsenhor Roberto González Nieves.

Miranda Rivera nasceu em 24 de janeiro de 1954 em Santurce, na comunidade residencial de Llorens Torres. Seus pais são Isidro Miranda Rivera e María Vicenta Rivera Quiñones, que já morreram. Ele é o caçula de quatro irmãos. Após os estudos primários e secundários em Santurce, o padre entrou na Ordem da Santíssima Virgem do Monte Carmelo (calçados carmelitas) motivada pelos pais carmelitas da Parroquia Santa Teresita (sua paróquia natal).

Depois do noviciado, ele fez sua profissão temporária em 15 de agosto de 1980 e sua profissão solene em 21 de setembro de 1983. Durante seu período de treinamento, obteve um Bacharelado em Artes, com ênfase em Filosofia, pela Universidade Central de Bayamón, em 1979, e um Bacharelado. na Teologia da Vida Religiosa da Universidade de Salamanca, na Espanha, em 1987. Foi ordenado sacerdote em 14 de setembro de 1984 na Paróquia de Santa Teresita por Luis Cardenal Aponte Martínez.

Desde sua ordenação, o padre Luis ingressou nos ministérios de sua congregação religiosa, formando parte da equipe pastoral de várias paróquias em diferentes dioceses (arcos), como: Parroquia Santa Maria del Monte Carmelo, em Madri, Espanha (por 3 anos), Paróquia Nossa Senhora de Carmen em Morovis (por 2 anos), A Ressurreição do Senhor Paróquia em Mayagüez (por 2 anos) e Paróquia Nossa Senhora do Rosário em Ciales (por 16 anos).

Em 2005, iniciou seu ministério na Arquidiocese de San Juan, quando foi nomeado Vigário Cooperador da Paróquia de Santa Teresita, em Santurce. Mais tarde, em 2014, foi nomeado pastor da referida paróquia, cargo que atualmente mantém.

Também foi nomeado o encarregado dos terciários carmelitas. Além de seu ministério em sua congregação, o padre Luis colabora no ministério arquidiocesano, tendo sido nomeado vigário episcopal do vicariato de San Juan-Santurce desde 2013. Ele também é membro do Conselho Executivo, do Conselho Presbiteral e do Conselho Pastoral Arquidiocesano.

“Gostaria de felicitar de todo o coração o bispo eleito, Luis, por essa nomeação que o Santo Padre o fez e agradecer por seu 'sim' à Igreja para alimentar, servir, amar e governar essa diocese. O novo bispo é um sacerdote humilde e trabalhador, um grande servo e que desfruta da afeição de seus irmãos no sacerdócio e do povo de Deus nas igrejas onde ele serviu. Hoje a diocese de Fajardo Humacao tem um novo bispo, a Conferência Episcopal um novo membro e a Igreja em Porto Rico, um novo sucessor dos apóstolos para continuar a obra de Deus nas terras de Borincan ", disse o arcebispo por escrito.

A Diocese de Fajardo-Humacao foi criada pelo Papa Bento XVI em 11 de março de 2008, com seu primeiro bispo sendo o bispo Eusebio Ramos Morales. A diocese abrange dez municípios da região leste, com cerca de 100.600 católicos distribuídos em 21 paróquias.

"De todo o coração, nossa gratidão ao bispo Eusébio Ramos, bispo de Caguas, bispo fundador da diocese de Fajardo-Humacao e, desde 2017, seu bispo administrador apostólico. Gostaria também de expressar meus parabéns ao clero, religioso desta diocese, por seu novo bispo. O Papa Francisco nomeou um excelente sacerdote para acompanhá-los em sua peregrinação à Pátria celestial ", disse González Nieves.

Em 9 de maio, a nomeação do padre Aguadeño Ángel Luis Ríos Matos como novo bispo de Mayagüez foi relatada após a aposentadoria de Álvaro Corrada del Río. Sua ordenação está marcada para sábado, 1º de agosto. Fonte: https://www.primerahora.com

rensa.com

Escapulário do Carmo: A Proteção dos oprimidos.

Uma atualização da devoção ao Escapulário de Nossa Senhora do Carmo.

Frei Petrônio de Miranda, 0.Carm. O. Carm

Convento do Carmo, Angra dos Reis/RJ. 16 de maio-2020. (Autalização)

 

 

Senhora do Santo Monte

Venha logo nos olhar.

Em tempos de coronavírus

O medo quer dominar

Livra-nos do covid-19

Da pandemia vem livrar.

Com o Santo Escapulário

Vem longo nos ajudar!

 

 

Senhora de tantos nomes

Nós queremos vos louvar.

No sertão ou na cidade

Venha nos acompanhar.

Ó Maria dos migrantes

Dos sem teto a clamar

Com o Santo Escapulário

Vem longo nos ajudar!

 

 

Senhora do Deus Menino

Venha nos orientar.

Olha para as favelas

As cracolândias a chorar.

Cobri-nos com o teu manto

O teu Filho vem mostrar.

Com o Santo Escapulário

Vem, ó Mãe nos resgatar!

 

 

A Mãe África sofrida

Para a América a sangrar.

Com os Mártires da terra

Contigo vamos cantar.

Olhai para os soropositivos

Vem ó Mãe os amparar.

Com o Santo Escapulário

Vem logo nos consolar!

 

 

Senhora dos Carmelitas

Dos profetas a clamar. 

Daí saúde aos enfermos

Aos anciãos vem amar.

Em cada menor nas ruas

Sem carinho e sem um lar

Com o Santo Escapulário

Vem, ó Mãe os amparar!

 

 

Em cada jovem drogado

Sem trabalho e sem valor.

Em cada presidiário

Onde a vida já parou.

Senhora Mãe do Carmelo

E do povo sofredor

Dai-nos o Escapulário

Venha em nosso favor!

 

 

Nessa história de devoção

Todos querem vos louvar.

São surfistas e artistas

Com o Escapulário a andar.

Ó Virgem de Teresinha

De Simão Stock a cantar.

Desse mel carmelitano

Eu também quero provar.

Ó Virgem dos Carmelitas

Contigo vamos caminhar!

 

*Alberto Palomino, O. Carm

 

Na nossa tradição Carmelita, vivemos o sentido das nossas origens no Monte Carmelo. Sábado. Para o Carmelita, comemora-se a hora de fé de Maria.

Sábado, entre sexta-feira da paixão e morte, e domingo da ressurreição - escreve Mariano Magrassi, Bispo de Bari - está cheio da fé de Maria. É como se toda a fé da Igreja fosse recolhida nela, enquanto a fé se escurecia em todos, ela manteve, acima de tudo, a sua fé firme e intacta, foi a primeira fiel, a única que manteve acesa a chama, imóvel Na escuridão da fé, forte no tempo de dúvida.

Era justo que a igreja e acima de tudo a sua ordem, lhe consagrassem naquele dia, que mais do que nenhum outro lembra a singular grandeza da sua fé, a heroicidade da sua esperança e do seu amor indefectível pelo Filho.

No século XIII é composto o " Stabat Mater " (" estava de pé a Mãe ", em latim) é uma sequência em latin, atribuída ao Papa Inocêncio III. e o Franciscano Jacopone da Todi. E que nós vivemos todo sábado, oferecendo a nossa oração pelos nossos, bafrades, terciários e amigos, que participam desta celebração através da Sabatina à Nossa Santíssima Mãe del Carmen.

Imagem de Nossa Senhora da Solidão. Fundada no Convento dos Frades Carmelitas da Cidade de Écija-Sevilha. Depois de serem expulsos do convento em 1885, a Irmandade da solidão e do Santo Sepulcro de Jesus Cristo, continua com a tradição que os Carmelitas lhes deixaram. Fonte: Facebook

 

Com grande pesar, informamos sobre a morte de Pe. Edgar Koning, O.Carm. Nascido na Holanda em 1932, sua primeira profissão religiosa foi feita em 1954 e ordenado sacerdote em 1960. Ele serviu a Ordem na Holanda e nas Filipinas. 

Ele morreu esta manhã (31/03/2020) de COVID-19. A Cúria Geral expressa suas sinceras condolências à Província dos Países Baixos e à família de Pe. Edgar. Descanse em paz. Fonte: https://ocarm.org

Religioso da Congregação dos Frades Carmelitas tinha problemas cardíacos. Ele estava na casa de amigos, no Cabo de Santo Agostinho, quando se sentiu mal neste sábado (28).

 

Por G1 PE

Morreu, aos 79 anos, o Frei Tito Figueiroa de Medeiros, da Congregação dos Frades Carmelitas. A morte dele, que também era doutor em antropologia, pesquisador, escritor e professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), ocorreu neste sábado (28).

Frei Tito e estava na casa de amigos em Gaibu, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, quando teve um mal súbito após almoçar. Ele foi socorrido, mas não resistiu. Informações sobre o velório e o enterro não foram divulgadas até a última atualização desta reportagem.

De acordo com os freis Sormani José, superior provincial dos carmelitas no Nordeste, e Rosenildo, frade carmelita, Frei Tito estava de repouso, respeitando o isolamento social recomendado pelo governo de Pernambuco, devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus.

Eles informaram também que Frei Tito tinha problemas cardíacos. Em 2019, sofreu um princípio de infarto e fez um cateterismo. No início de 2020, passou por outros procedimentos médicos. O livro "Frei Caneca: vida e escritos" foi uma de suas obras mais conhecidas. Fonte: https://g1.globo.com

 

MISSA DE SÃO JOSÉ. Em tempos de Coronavirus, nesta quinta-feira, 19 de março-2020, acompanhe a Missa de São José, direto do Carmo de Angra dos Reis/RJ, sem a participação do povo.

 

Imagens do Capítulo Provincial da Província Carmelitana de Santo Elias- Carmelitas. De 27-31 de janeiro-2020 em Campos do Jordão- Vila Dom Bosco- São Paulo. MÚSICA- Levanta Elias, de Frei Petrônio de Miranda, O. Carm.

Domingo 2 de fevereiro-2020: XXIV Dia Mundial da Vida Consagrada. “O olhar dos consagrados só pode ser um olhar de esperança”. Para Francisco. NOTA: Frei Elias Medeiros Ferro nasceu em Palmeira dos Índios, em 15 de março de 1905. Filho de Isiano Ferreira Ferro e Maria Rosa Medeiros, não frequentou a escola. Autodidata, auxiliar do comércio, trabalhou quatro anos na casa comercial do escritor Graciliano Ramos, seu parente. Em 1928, ingressou no Convento do Carmo, de Salvador-BA, onde fez o noviciado e a profissão religiosa, na ordem dos carmelitas. Sempre residiu no Convento, onde, com outros irmãos, fundou o Museu do Carmo. www.instagram.com/freipetronio

Apontamentos espirituais do Frei Petrônio de Miranda, O. Carm.

Sexta-feira, 31 de janeiro-2020.  Convento do Carmo da Lapa, Rio de Janeiro. www.olharjornalistico.com.br

 

Neste último dia do primeiro mês de 2020, uma pergunta não podemos esquecer: janeiro foi embora ou nós vamos levá-lo em nosso coração nos próximos meses? Foram de fato novos dias ou mais um mês do calendário? Qual a importância dos 31 dias na minha caminhada? Quero conservá-lo no meu coração ou deletar cada segundo vivido?

Segundo os psicólogos, as primeiras lembranças de uma criança- um rosto, uma palavra, um gesto, um olhar, um carinho, uma descoberta... ela vai levar para toda vida! Acho que esta afirmação pode ser útil em nossa caminhada ao longo deste ano.

Em outras palavras, que você não esqueça um perdão recebido, uma alegria acolhida, um reconhecimento pelo seu trabalho ou pela sua amizade e, acima de tudo, que nos próximos meses todos nós não possamos esquecer que fomos amados por Deus logo no início deste ano, afinal estamos vivos para lutar e enfrentar a vida de cabeça erguida!

Mas uma coisa também não podemos esquecer. Ao longo destes primeiros dias, também nos deparamos com realidades de decepções, dúvidas, tristezas, incertezas... Tudo isso é impossível deletar da nossa memória mas, com os pés no chão, aprenderemos a superar as pequenas flechas de escuridão e assim no dia 31 de dezembro dizer em alto em bom som... Eu fui luz em 2020. E tenho dito!

Capítulo Provincial: Relatório dos dois primeiros dias.

PROVÍNCIA CARMELITANA DE SANTO ELIAS

CAPÍTULO PROVINCIAL

27 A 31 de janeiro de 2020

 

Região Rio de Janeiro

Convento do  Carmo Lapa

Rua Morais e Vale, 111 1° - Lapa

Frei Eduardo Ferreira – Ecônomo Provincial.

Frei Marcelo Aquino – Reitor

Frei Renê Vilela – Diretor da São Martinho.

 

Vicente de Carvalho – RJ

Paróquia e Convento

Av. Vicente de Carvalho,

Frei Fernando Bezerra – Pároco

Frei Antonio Bento – Ecônomo

Frei Valter Rubens.

 

ANGRA DOS REIS – RJ

Convento do Carmo

Frei Marcelo de Jesus – Pároco

Frei Petrônio de Miranda– Prior.

 

Região São Paulo

Convento do Carmo

Rua Martiniano de Carvalho, 114

Bela Vista

Frei Adailson Santos – Prior Provincial

Frei Rothmans – Prior e Ecônomo

Frei Thiago Borges – Pároco

Frei André  Bezerra

Frei Tadeu Passos

Frei Tinus

 

 

SÃO PAULO

Paróquia Sta. Teresa

Rua Clodomiro Amazonas, 50 Itaim-Bibi

Frei Paulo Gollarte - Prior

Frei Atanael – Pároco e Ecônomo.

 

MOGI DAS CRUZES

Convento do Carmo

Rua Dr A.C. Vieira, 620/674

Frei Alan Fábio – Mestre de Noviços e Pároco

Frei Marlom Francis – Promotor Vocacional e delegado para a Ordem Terceira.

Frei Gabriel.

 

Itu- SP

Convento do Carmo

Praça da Independência

Frei Silvio Ferrari – Reitor e Ecônomo

Frei José Aparecido

Frei Clóvis Nascimento.

 

SANTOS

Convento do Carmo

Pc. Barão do Rio Branco, 16

Frei Lino de Oliveira

Frei Martinho Cortez

 

Região Minas Gerias

BELO HORIZONTE

Comunidade Carmelitana

Rua Grão Mogol, 502 Carmo

Frei Evaldo Xavier – Pároco

Frei Miguel Guzzo.

Frei Claudio 

 

UNAÍ

Convento do Carmo

Rua Nossa Senhora do Carmo, 475

Frei Garaldo D’Abadia – Pároco

Frei Carlos Mesters

Frei Reinaldo Paraiso – Ecônomo

Frei Janício Dias.

 

Planalto - BELO HORIZONTE

Convento Santa Edith Stein

Casa de filosofia juniorato

Rua Iracema Souza Pinto

Frei Jerry Fonseca – Formador

Frei Gilvander Morreira

 

Convento São Nuno - Postulantado

BELO HORIZONTE

Rua Atalaia, 221  -  Bairro Jaqueline

Frei Vicente Maciel – Formador e Ecônomo

Frei Pablo

 

Região Bahia

Salvador- BA

Convento do Carmo

Largo do Carmo s/n°

 

Frei Donizetti Barbosa – Ecônomo

Frei Alonso Malaquias – Reitor

 

Frei Raimundo Brito

(Cachoeira-BA)

 

Região Brasília

BRASILIA

Convento do Carmo

Frei Alberto Fernandes – Diretor da Escola

Frei João Carlos – Pároco.

 

Região Palmas

PALMAS

Paróquia Nossa Senhora do Carmo

Frei João Paulo – Pároco

Frei Felisberto Caldeira

Frei Bruno

 

Sul do Brasil.

Convento Eldorado do Sul

Frei Márcio   Silvan – Pároco

Frei Alejandro – Vigário.

 

Bolívia:

Tarija

Frei Marcelo Frezarini.

Vídeo apresentado no Capítulo Provincial com os Sinais de Ressurreição nos 39 Sodalício da Ordem Terceira do Carmo

Provincial

Frei Adailson dos Santos, O. Carm, do Carmo da Lapa, Rio de Janeiro

(Natural de Campo Grande/AL)  

 

1° Conselheiro

Frei Alberto Fernandes, O. Carm, do Carmo de Salvador/BA

(Natural de São Francisco/MG)

 

2º Conselheiro

Frei Alan Fábio, O. Carm, do Carmo de Palmas/TO.

(Natural de Unaí/MG)

 

3º Conselheiro

Frei Fernando Bezerra, O. Carm, do Carmo de Angra dos Reis/RJ

(Natural de Princesa Isabel/PB)  

 

4º Conselheiro

Frei Rothmans Darles, O. Carm,  do Carmo de Itaim-Bibi/SP 

(Natural de Pouso Alegre/MG)

Frei Adailson Quintino dos Santos, do Carmo da Lapa/RJ.  

Capítulo Provincial. De 27-31 em Campos do Jordão, São Paulo.

 

Na tarde desta terça-feira, 28- segundo dia do capítulo- o Delegado Provincial para a Ordem Terceira do Carmo, Frei Petrônio de Miranda, O. Carm, apresentou o relatório da sua ação Missionária-Pastoral; “Agradeço ao Padre Provincial e seu Conselho por me confiar este trabalho na Província. Como todos sabem, estou nesta missão há seis anos. Aqui, quero relatar a caminhada juntos aos Sodalícios nos últimos três anos”.

A palavra chave usada neste relatório foi RESSURREIÇÃO. “Convido a Província a visualizar os sinais de ressurreição em cada grupo carmelitano da Ordem Terceira do Carmo”. Ele ainda lembrou o Papa Francisco, quando afirma que; “vários cristãos, ficam com a cara de sexta-feira da paixão durante o ano, e assim não conseguem ressuscitar com o Cristo. “Neste capítulo, vamos encontrar a beleza do ressuscitado nos leigos carmelitas da nossa Província”. Afirmou.

A seguir, o Delegado Provincial apresentou os diversos sinais de ressurreição e noite escura presentes nos 39 Sodalícios. “Quando falo em noite escura, é importante dizer que, a partir da escuridão, visualizamos a luz-ressurreição- nos diversos grupos”. Ele ainda deixou claro que no mundo a Província Carmelitana de Santo Elias- com 39 grupos- tem a maior quantidade de Sodalícios.

Na apresentação, o Capítulo acolheu o irmão Rodolfo e algumas irmãs terceiras da Ordem Terceira de São José dos Campos, São Paulo e o coordenador da Comissão Provincial para Ordem Terceira do Carmo, o irmão Paulo Daher, de Angra dos Reis.

O irmão Rodolfo, apresentou uma nova experiência que está nascendo- Senhora do Lugar. “Eu quero servir a Deus na Ordem do Carmo, não me deixe fora do Carmelo”, afirmou o idealizador desta nova experiência para os padres capitulares e o superior maior da Ordem, Frei Míceál O'Neill, O. Carm.

No relatório, foi apresentado um vídeo- Sinais de Ressurreição- com imagens dos trabalhos desenvolvidos nos últimos três anos.

Já o coordenador da Comissão Provincial, Paulo Daher, enfatizou a importância do apoio do Provincial cessante, Frei Evaldo Xavier, O. Carm e dos outros provinciais na constituição e organização do grupo. “Hoje temos um Estatuto, uma sede, o capítulo Provincial dos Sodalícios e, acima de tudo, o amor de todos os irmãos e irmãs pelo Carmelo e pela Província”.      

Por último, foi entregue ao Superior Geral e ao Conselheiro das Américas um kit Missionário contendo os últimos dois Cds do Frei Petrônio de Miranda, um livro do Frei Carlos Mesters, um CD Carmelitano da Paróquia de Santa Teresa, do Itaim Bibi e um livro do Beato Frei Tito Brandsma, traduzido pelo Frei Gabriel, do Carmo de Mogi das Cruzes.

 

PROVÍNCIA CARMELITANA DE SANTO ELIAS

CAPÍTULO PROVINCIAL

27 A 31 de janeiro de 2020

1º Dia: 27 de janeiro de 2020

Às 19h30, reunidos na Capela da Casa de Retiros em Campos de Jordão, iniciamos o Capítulo Provincial com a celebração da Eucaristia, presidida pelo Padre Geral frei Mi´ceal O.Neil e pelo frei Luiz Maza, Conselheiro Geral para as Américas.

 

1ª Sessão

Às 20:30 horas, na sala do Capítulo, nós nos reunimos para aprovar a “Ordem do Capítulo”, preparada pela comissão preparatória, e para eleger ou aprovar os nomes dos oficiais do Capítulo: dois secretários, três moderadores, dois escrutinadores, dois anotadores e dois juízes. Éramos 47 votantes. A “Ordem do Capítulo” foi aprovada por todos os votos. Foram indicados e aprovados como secretários: frei Antônio Sílvio e frei Marcelo Frezarini; como moderadores: frei Fernando, frei Alan e frei Marlon; como anotadores: frei Atanael e frei João Paulo; como Juízes: frei Paulo Gollarte e frei Evaldo. Os confrades estudantes ficaram responsáveis pela organização das celebrações da eucaristia e do Ofício Divino. No fim desta 1º sessão, o Padre Geral declarou oficialmente aberto o Capítulo Geral

 

2º Dia: 28 de janeiro 2020

Iniciamos o dia às 07h30 com a celebração das Laudes e da Eucaristia, presidida pelo Conselho Provincial cessante.

 

2ª Sessão

Após o café, às 9h30, orientados pelas informações do advogado Hugo Sarubi, tratamos daquilo que os nossos Estatutos falam dos colégios e dos institutos ligados à Província. Foi uma informação muito esclarecedora e bem participada, que ocupou até um bom tempo da 3ª sessão.

 

3ª Sessão

Das 11h45 até às 12h40, tivemos a reflexão do Padre Geral Miceal O’Neil, que nos falou do Capítulo Geral realizado em Roma no mês de setembro de 2019. Na sua reflexão, ele insistiu nos seguintes seis pontos: 1. A importância do testemunho pessoal de cada Carmelita.  2. A vida comunitária como irradiação do carisma carmelitano.  3. A vivência da justiça como expressão do correto relacionamento nosso com Deus e entre nós. 4. A urgência de uma boa formação para os jovens carmelitas. 5. A Importância da grande Família Carmelitana (frades, irmãs, monjas, leigos e leigas) como meio para partilhar entre nós a vivência e a comunicação do ideal Carmelitano. 6. O Zelo pela causa do Reino de Deus, imitando os exemplos do profeta Elias e de Maria, a mãe de Jesus.

 

4ª Sessão

Às 14h30, tivemos o relatório do padre Provincial frei Evaldo sobre as atividades do triênio 2017-2020. Ele tratou de três pontos: a formação, a ação pastoral e os desafios enfrentados, incluiu também alguns eventos do triênio anterior de 2017 a 2020. Entre os vários desafios, destacou os desafios relacionados com a vivência da fraternidade. Insistiu na importância do perdão e da reconciliação: “Evitar o que pode dividir; ressaltar o que favorece a união”. Destacou sua maneira de governar, procurando respeitar sempre o parecer dos membros do Conselho. Agradeceu a ajuda que recebeu, tanto dos membros do Conselho como de diversos confrades.

Em seguida, tivemos uma exposição do frei Petrônio sobre a sua atividade como assistente dos sodalícios da Ordem Terceira. Ele fez a exposição com a ajuda de projeções de slides, incluindo os dois triênios que ele ficou como assistente para os Sodalícios da Ordem Terceira. Após o frei Petrônio, ouvimos a exposição de Rodolfo da Ordem Terceira de São José dos Campos. Com a ajuda de slides, ele contou a experiência da nova maneira de viver o carisma carmelitano como leigos. Depois de Rodolfo, Paulo Daher de Angra dos Reis, membro da equipe Latino-americano de assistência para as Ordens Terceiras, fez uma breve síntese do seu trabalho, tanto das coisas positivas, como das dificuldades.

 

5ª Sessão

Depois do intervalo do café, tivemos as informações do frei Fernando, membro do Conselho cessante, sobre o trabalho que ele coordenou durante o triênio como responsável pela formação na Província. Depois do frei Fernando, frei Eduardo fez um relatório das suas atividades como diretor da escola Maria Montessori em Brasília. Finalmente, já no fim do horário da 5ª sessão, frei Adailson fez um relatório detalhado sobre as suas atividades na liderança da organização São Martinho que trabalha em favor da juventude abandonada na cidade do Rio de Janeiro. Tanto frei Fernando como frei Eduardo e frei Adailson usaram slides para esclarecer e facilitar as suas informações. O relato completo de todas informações será publicado mais tarde, depois do Capítulo.

Em vista da hora já avançada, passamos logo para o jantar e terminamos o dia com uma boa recreação à noite para descansar a mente e favorecer o convívio fraterno.

Frei Petrônio de Miranda, O. Carm.

Capítulo Provincial. De 27-31 em Campos do Jordão, São Paulo.

Na missa de abertura do Capítulo Provincial da Província Carmelitana de Santo Elias nesta segunda-feira 27, o Superior Geral da Ordem do Carmo, Frei Míceál O'Neill, O. Carm., disse que; “Um Capítulo Geral ou Provincial, é um momento de comunicação e celebração”. Ele ainda acrescentou que “Maria, através do silêncio no encontro com o Anjo, nos ensina a verdadeira comunicação”.

A primeira afirmação do nosso superior é bastante clara para todos nós que, seja através do Retiro Provincial, ou da Assembleia Anual da nossa Província, nos encontramos para celebrar e nos comunicar, afinal, somos de diferentes estados e regiões do Brasil e quando nos encontramos queremos falar as novidades, contar piadas e saber das últimas novidade da paroquia ou do convento.

Já a segunda afirmação, em um primeiro momento é difícil visualizar esta comunicação a partir do silêncio mariano. Digo em um primeiro momento porque a nossa espiritualidade presa pela contemplação e pelo silêncio e, quem vive tagarelando, fica difícil transmitir a verdadeira comunicação que liberta. A questão não é falar e falar, mas silenciar e silenciar para saber o que fala.

Portanto, é no silêncio comunicativo de Maria com Anjo que iremos aprender a nos comunicar verdadeiramente em um mundo contaminado pelas palavras- e palavras vazias- que destrói relações e comunidades. E tenho dito!

Conheça um pouco da Casa- Hotel Vila Dom Bosco- local do Capítulo Provincial da Província Carmelitana de Santo Elias- Carmelitas, de 27-31 de janeiro-2020. Segunda-feira, 27 de janeiro-2020. wwww.instagram.com/freipetronio