Carta Circular assinada pelo bispo da Diocese de Iguatu, dom João Costa, proíbe a realização de missas de cura e libertação, orações em língua e “repouso” no Espírito, no âmbito do território diocesano.

Geralmente celebradas por padres ligados à Renovação Carismática Católica (RCC), as missas de cura são caracterizadas pela duração e maior profundidade nas orações.
Na igreja de Senhora Sant'Ana, na Praça da Matriz, já era comum a presença de fiéis às terças-feiras, às 19h, para assistir as celebrações de cura presidida pelo padre Samuel Cavalcante.
O documento foi apresentado aos sacerdotes, diáconos, seminaristas e religiosos, durante uma reunião realizada no último dia 11 deste mês. A carta ainda determina que na realização de cultos eucarísticos fora da missa, que sejam observadas as orientações da Santa Sé, evitando quaisquer exageros que possam desviar a centralidade da presença real de Cristo na Eucaristia e de Sua ação salvífica. 

Fonte: http://www.iguatunoticias.com

.

O papa Francisco está sob a mira da máfia calabresa, a 'Ndrangheta, por causa de sua recente cruzada contra a corrupção no Vaticano. O alerta foi dado pelo juiz Nicola Gratteri, em entrevista ao jornal italiano "Il Fatto Quotidiano". Para o Vaticano, "não há motivo real" para preocupação.

O juiz atacou padres e bispos do sul da Itália que, segundo ele, legitimam a ação de mafiosos.

"Os padres locais costumam visitar as casas dos chefes da máfia para tomar um cafezinho. Isso dá força e poder popular para o crime", afirmou.

Em 26 anos de trabalho, Gratteri contou nunca ter entrado na casa de um mafioso que não tenha uma imagem religiosa. Segundo uma pesquisa, 88% dos mafiosos presos na Itália se dizem religiosos.

"Os ritos de afiliação na máfia evocam a religião. A igreja e a 'Ndrangheta caminham lado a lado", disse. "Antes de matar, o mafioso reza. Ele pede proteção para Nossa Senhora." (Com agências internacionais)

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.mensagensdofreipetroniodemiranda.blogspot.com.br

.

.

Irmãs e Irmãos no Carmelo,

Como vocês sabem, o tufão Haiyan devastou as Filipinas na semana passada. Como  Família Carmelita, queremos expressar nossa solidariedade e proximidade aos nossos irmãos e irmãs nesta situação trágica. O Prior Provincial da Província Beato Tito Brandsma, Christian "Toots" Buenafe, deixou-nos saber que nossos confrades carmelitas estão seguros, apesar da destruição de alguns dos conventos, juntamente com a devastação das pessoas que servem.

Os carmelitas nas Filipinas criaram Task Force Carmel Cares. Se você deseja doar, através da Cúria em Roma, envie suas doações através de seu ecônomo provincial e vamos ter a certeza de que chegará aos nossos Carmelitas nas Filipinas. Reconhecemos que algumas províncias e países estão doando através de suas instituições de caridade locais.

Por favor, mantenha todas as pessoas das Filipinas em suas orações como eles trabalham para reconstruir suas vidas e lamentam a perda de entes queridos. Conselho Geral.

Fonte: http://ocarm.org

.

O papa Francisco enviou ontem na terça-feira, 11, 150 mil dólares à Igreja Católica nas Filipinas, para ajudar as vítimas do tufão Haiyan. O recurso deverá ser distribuído pela Igreja local entre as regiões mais afetadas pelo tufão.

“Lembremos as Filipinas, o Vietnam e toda a região atingida pelo furacão Haiyan”, disse o papa hoje, pela manhã, em seu Twitter. “Sede generosos na oração e na ajuda concreta”, acrescentou.

Segundo o diretor da Cáritas Filipinas, padre Edwin Gariguez, em um comunicado enviado à Fides, “o governo local está fazendo o que pode para fornecer refeições e a Igreja está tentando oferecer alojamentos provisórios e reparos”.

O tufão Hayan atingiu as Filipinas na última sexta-feira, dia 8, e deixou mais de 10 mil pessoas mortas e cerca de 900 mil famílias desabrigadas.

Fonte: www.cnbb.com.br

.

.

.

Valdeci Silva Vitor

Alto Paraná-PR.

Obrigada Frei Petrônio de Miranda. Não o conheço pessoalmente, mas graças ao facebook nessa corrente que gira, amigos dos amigos nos inteiramos com as pessoas até então desconhecidas. Alguns anos atrás vi seus vídeos causando em mim grande admiração, atenta em sua ligação em comunicação e propósito procurei outros vídeos, e assim, venho acompanhando o seu trabalho, ficando cada vez mais admirada e impressionada quanto a singeleza e objetividade. Os vídeos que me encantaram foram com o um Bispo, D. Frei Wilmar Santin, achei singelo e cheio de graça. E, outro que me chamou muita a atenção, falava sobre suicídio no seminário.

Achei o máximo a forma, coragem e disposição da apresentação, porque não falar “fabuloso”. Somos sabedores que Deus nos deu a vida, mas nos perdemos na arte de viver. Não é mesmo? Aí está a fragilidade do homem. E graças a Deus temos os religiosos e os poetas que nos ajudam na compreensão do tudo que é mais real nas suas diversas formas. Obrigada por ser agora um amigo!

Parabéns pelo seu trabalho! MAGNÍFICO!

.

"A análise do desempenho de alguns sites católicos nos permite identificar pelo menos três problemas teológicos sérios: visão deturpada do Deus de Jesus, ausência do senso eclesial e fuga do compromisso com os outros. (...) O que se questiona é a forma como se está utilizando este recurso; forma essa que termina por alimentar uma religiosidade melosa, mágica, egoísta, falsa e não-cristã", escreve José Lisboa Moreira de Oliveira, filósofo, teólogo, escritor, conferencista e professor universitário.

1-A primeira coisa que mais impacta nos sites católicos é a figura de Deus. De um modo geral, salvo algumas raríssimas exceções, é um Deus “pronto-socorro”.

2-O segundo elemento é o reforço do individualismo religioso e a destruição da comunidade cristã a qual, necessariamente, deve estar situada em um lugar concreto (1Cor 1,2; Rm 1,7). Com isso há sério risco de esfacelamento da Igreja, a qual se define como comunidade convocada e reunida pela Trindade.

O católico virtual que só acessa a “igreja do computador” não sai mais de casa. E, ao não sair de casa, ele se distancia da realidade, dos outros e dos problemas dos outros. Seu cristianismo ao invés de ser centrífugo (na direção do próximo), como pediu Jesus (Lc 10,29-37), se torna centrípeto (voltado somente para ele mesmo).

Por último, recordando o que nos diz ainda Galimberti (p. 283), não devemos esquecer que a mídia, em si, não é totalmente neutra. Ela, com seu poder, termina moldando a nossa natureza. Ela nos plasma, a tal ponto que, em vários lugares do mundo, já começam a surgir muitos casos de viciados em internet, precisando de tratamento psicológico e até psiquiátrico...

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.mensagensdofreipetroniodemiranda.blogspot.com.br

.

Infelizmente, as vítimas são muitas e enormes os danos”, disse o papa Francisco, na manhã deste domingo, 10, após a oração mariana do Angelus. O papa recordou a tragédia ocorrida nas Filipinas na última sexta-feira, 8, quando milhares de pessoas foram atingidas pelo tufão Haiyan-Yolanda.

O papa solicitou aos fieis que estavam na Praça de São Pedro um minuto de silêncio. Em seguida, todos rezaram uma Ave Maria. “Rezemos por esses nossos irmãos e irmãs e façamos chegar a eles a nossa ajuda concreta”, pediu Francisco.

Telegrama

Francisco já havia manifestado seu pesar pelas vítimas, por meio de um telegrama, ao presidente das Filipinas, Benigno Aquino III.

Na mensagem, assinada pelo secretário de Estado do Vaticano, dom Pietro Parolin, o papa afirma estar “profundamente triste com a destruição e perda de vidas causadas pelo super tufão” e manifesta solidariedade a todos os atingidos pelo furacão.

Fonte: http://www.cnbb.org.br

.

O evangelho deste domingo traz à luz o antigo e sempre atual questionamento sobre o que acontece depois morte. Existe vida, ressurreição?

Jesus responde a esta pergunta. Mas, para entender sua resposta, precisamos conhecer um pouco sobre a fé na ressurreição no Primeiro Testamento.

Porque é dessa tradição veterotestamentária que bebe Jesus e os/as primeiros/as cristãos/ãs.

O texto explica claramente que os saduceus não acreditam na ressurreição. Eles se opõem ao pensamento inovador dos fariseus que afirmam a ressurreição, a existência de anjos e acreditam no juízo de Deus.

Quando lemos o Primeiro Testamento, descobrimos um Deus da vida e dos vivos. O livro do Deuteronômio O apresenta como "o Senhor da vida e da morte" (Deuteronômio 32,39).

O segundo livro dos Macabeus, em que se narra o martírio dos sete irmãos e sua mãe, expressa a esperança deles na ressurreição.

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.mensagensdofreipetroniodemiranda.blogspot.com.br

.

O que é a Basílica do Latrão?

É a Sé Catedral da cidade de Roma, que foi construída entre os anos de 314 e 335 e fundada pelo Papa Melquíades na propriedade oferecida e doada para esse fim pelo imperador Constantino, ao lado do Palácio Lateranense.

Mas, porque se chama Basílica do Latrão?

Porque esta Basílica foi construída no terreno “dei Laterani”, ou seja, da família proprietária da chácara, herdada pela mulher de Constantino, o Imperador Romano, que a doou ao Papa. 

Esta Basílica tem um significado muito especial para a cristandade: lá foram celebrados os cinco Concílios Ecumênicos.

A Basílica de Latrão, portanto, é a Mãe de todas as Igrejas de todo o mundo católico.
Até a construção do Vaticano o Santo Padre morava no Palácio Lateranense que é anexo a Basílica de mesmo nome. Portanto a Basílica do Latrão é a Catedral do Papa em Roma, é a Igreja que é a Mãe e cabeça de todas as Igrejas.

 A Basílica do Latrão tem como padroeiro principal o Santíssimo Salvador. Tem como dois co-patronos, São João Batista, e São João Evangelista, Por isso mesmo o povo de Roma conhece a Basílica celebrada hoje como a Basílica de “São João do Latrão”.

Mas, graças a Deus, a Igreja transcende o templo de pedra. A Igreja é a comunidade viva de fiéis, é a reunião de todos os batizados que vem adorar ao Deus Salvador. Assim nos ensinou o Concílio Vaticano II:“A Igreja não se acha deveras consolidada, não vive plenamente, não é um perfeito sinal de Cristo entre os homens, se aí não existe um laicato de verdadeira expressão que trabalhe com a hierarquia. Porque o Evangelho não pode ser fixado na índole, na vida e no trabalho dum povo, sem a ativa presença dos leigos”( Decreto “Ad Gentes” n. 21). Continua o Concílio Ecumênico Vaticano II: “O principal dever dos homens e das mulheres é dar testemunho de Cristo pelo exemplo e pela palavra, na família, no seu ambiente social e no âmbito da profissão”.

Fonte: http://www.catequisar.com.br

.

A ressurreição não é, como supõem os saduceus, um retorno ao passado. Pelo contrário, é a entrada em uma outra vida. Ressuscitar não é voltar a ser como antes, é voltar a ser como depois. Não é tornar-se outro, é tornar-se outramente. Mas atenção! Não são apenas os saduceus do tempo de Jesus que pensam dessa maneira. Seu raciocínio é o de muitos cristãos de hoje, que imaginam o além como aqui e que se representam a vida após a vida a partir dos conceitos materiais que correspondem à sua realidade e que eles transportam para o além, para o céu.

Quando a igualdade entre os homens e as mulheres é afetada, é o corpo da humanidade ressuscitada que é rompido. Quando um povo se liberta ou a democracia progride, é a esperança da minha ressurreição que aumenta. Quando um santo se levanta entre nós, é a nossa salvação que se afirma”. Para terminar, podemos dizer com André Myre: “Morrer não é perder tudo, mas encontrar tudo”.

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.mensagensdofreipetroniodemiranda.blogspot.com.br

.

Aqui em Portugal há uma cultura bem diferente em relação aos funerais.  Aqui dá-se uma importância muito grande aos funerais, não sei se é geral, mas pelo menos aqui na região que estou o funeral é um acontecimento muito importante, quase todos deixam as suas atividades para ir participar. A igreja fica sempre cheia de gente, bem mais do que nas missas. Só nessa semana acompanhei 04 funerais, um deles me chamou a atenção, era um senhor de 102 anos, Sr.Jacinto, ele morava em um lar, o que no Brasil chamamos de asilo.

Não tinha ninguém da família, apenas os amigos do lar. No fim do funeral a coordenadora do lar onde ele vivia pediu para ler uma oração que o próprio morto tinha feito antes da sua morte. Ele tinha feito esse poema quando tinha 94 anos e pediu para ser rezado ou recitado no dia da sua morte, eu permiti, ela leu e eu gostei muito, era um misto de oração e poema ao mesmo tempo, foi feito quando o homem tinha 94 anos.

eu reescrevi esse poema oração e agora quero partilhar com vcs. aqui está:

 

Senhora dos olhos puros

Que por caminhos escuros

Sorris ao que anda perdido

E o levas preso no encanto

Das estrelas do teu manto

E do clarão do teu vestido

 

Senhora que não descansas

Que adormece as crianças

A noite nos descampados

Na voz que salva e redime

Os que na vaza do crime

Vacilam desamparados

Senhora das neves

Lança sobre mim bênçãos de esperança

Bênçãos de paz e amor

Torna senhora das neves

As minhas penas mais leves

E o meu destino melhor

 

Nada posso nada valho

Sou velho canto e trabalho

Sou pobre, dou-te o que tenho

Nas trevas simples que eu canto

Dou-te meu sangue e meu pranto

Em paga do teu empenho

 

JACINTO ROSÁRIO PEREIRA – 2005

Fonte: https://www.facebook.com/juaresmartins

.

.

Quer ajudar o Papa a saber o que pensam os fiéis de todo o mundo sobre os problemas da família e suas possíveis soluções? Pela primeira vez na história, todos os cristãos podem expressar sua opinião, graças ao questionário publicado pela Santa Sé. Aqui oferecemos a possibilidade de fazê-lo de maneira segura e eficaz. A reportagem está publicada no sítio Religión Digital, 05-11-2013. A tradução é de André Langer.

Para a realização, de 5 a 19 de outubro de 2014, de um Sínodo Extraordinário sobre a Família, Francisco quer conhecer a opinião dos fiéis sobre questões controversas, como os sacramentos para divorciados, o controle da natalidade ou a atenção aos homossexuais.

Para isso, enviou às Conferência Episcopais de todo o mundo um questionário com 38 perguntas, cujas respostas servirão de base para o debate. Os questionários respondidos deverão ser enviados a Roma até janeiro próximo.

Do sítio Religión Digital, respondendo à solicitação de muitos leitores, oferecemos a possibilidade de responder ao questionário do Papa (perguntas em espanhol), quer em sua totalidade, a perguntas concretas, ou com uma resposta global (no final do seguinte documento).

Fonte: http://www.ihu.unisinos.br

.

A Faculdade Arquidiocesana de Mariana "Dom Luciano" (FAM) está disponibilizando na internet os escritos do jesuíta Dom Luciano Mendes de Almeida. Em outubro, a FAM lançou, em formato de e-book, o primeiro volume da coletânea de escritos e fotografias de Dom Luciano, referente ao período 1930-1975. O livro Dom Luciano Mendes de Almeida: Formação e Magistério foi organizado por José Carlos dos Santos, diretor da FAM, e Virgínia Buarque, professora de História da Universidade Federal de Ouro Preto. A informação original é da Faculdade Arquidiocesana de Mariana "Dom Luciano" (FAM), e foi reproduzida pelo sítio jesuitasbrasil.com, 1-11-2013.

A experiência da fé cristã, o engajamento social e a valorização da pessoa humana são marcos da trajetória de Dom Luciano Mendes de Almeida, que foi bispo-auxiliar de São Paulo entre 1976-1988, arcebispo de Mariana no período 1988-2006, secretário e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dentre outras atuações eclesiais.

A FAM desenvolve, desde 2011, o projeto “Dizer o Testemunho”, voltado ao estudo dos artigos publicados por Dom Luciano no jornal Folha de São Paulo. Assim, foi editada, em maio de 2013, a obra Dizer o Testemunho, sob a organização de José Carlos dos Santos e Lúcio Álvaro Marques.

As pessoas que têm conhecimento de escritos inéditos de Dom Luciano podem encaminhar à professora Virgínia Buarque, através do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Acesse o e-book no endereço: www.famariana.edu.br.

Fonte: http://www.ihu.unisinos.br

.