BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE! Após celebrar a Santa Missa e receber os votos dos terceiros Carmelitas de São José dos Campos, SP, acabei de chegar ao Convento do Carmo da Bela Vista/SP. Amanhã, 01 de junho, estarei em Sapopemba, grande São Paulo, na instalação do 36º Sodalício da Ordem Terceira do Carmo. Nas próximas horas, veja vídeos aqui no olhar.

“Comunicação ao serviço de uma autêntica cultura do encontro”

Queridos irmãos e irmãs,

Hoje vivemos num mundo que está a tornar-se cada vez menor, parecendo, por isso mesmo, que deveria ser mais fácil fazer-se próximo uns dos outros. Os progressos dos transportes e das tecnologias de comunicação deixam-nos mais próximo, interligando-nos sempre mais, e a globalização faz-nos mais interdependentes. Todavia, dentro da humanidade, permanecem divisões, e às vezes muito acentuadas...

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.mensagensdofreipetroniodemiranda.blogspot.com.br/2014/05/48-dia-mundial-das-comunicacoes-sociais.html

Os membros da presidência do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM) encerraram a sua tradicional visita anual à Santa Sé, cuja finalidade é encontrar-se com o papa e tratar de assuntos relacionados com a vida e missão da Igreja na América Latina. Nesta terça-feira, 27, eles ofereceram uma entrevista coletiva na sede da Pontifícia Comissão para a América Latina, abordando uma série de temas. A reportagem é de Sergio Mora, publicada pela agência Zenit, 28-05-2014.

Perguntado sobre a teologia da libertação: o que pensam hoje, a este respeito, os sacerdotes e seminaristas, considerando que os expoentes da teologia da libertação são já idosos?

O presidente do CELAM, dom Carlos Aguiar Retes, respondeu: “De fato, as figuras relevantes da teologia da libertação são pessoas idosas, e a expressão do que ela já foi está muito velha, se não é que já está morta”...

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.mensagensdofreipetroniodemiranda.blogspot.com.br/2014/05/a-teologia-da-libertacao-esta-muito.html


 

DIPLOMA DE CRIAÇÃO DO SODALÍCIO DA ORDEM TERCEIRA SECULAR DA BEATÍSSIMA VIRGEM MARIA DO MONTE CARMELO.

PRIOR GERAL DA ORDEM DOS IRMÃOS DA BEM AVENTURADA VIRGEM MARIA DO MONTE CARMELO.

PREZADO EM CRISTO.

Como a nossa Ordem Religiosa carmelitana entre outros privilégios com os quais a Sé Apostólica a enriqueceu tem a faculdade de criar os sodalícios da Ordem Terceira Secular da Beatíssima Virgem Maria do Monte Carmelo e conceder-lhes não só as graças espirituais, privilégios e indulgências, mas também o hábito e a regra da nossa Ordem Carmelitana de tal modo adaptados aos associados que cada um conforme seu estado secular de vida seja inspirado a buscar perfeição cristã segundo o espírito e o costume da nossa Ordem.

Do mesmo modo nós, que temos o cuidado geral de toda a nossa Ordem Carmelitana, desejando todos os benefícios salutares para as almas dos fiéis que sejam mais incentivados a devoção e a piedade pela rica participação nos mesmos bens espirituais, pela nossa autoridade criamos e instituímos o Sodalício da Ordem Terceira Secular da Beatíssima Virgem Maria do Monte Carmelo para fiéis de ambos os sexos na Igreja e local supra citados, com o consentimento do Ordinário local, o qual nos pediu por escrito a mesma associação com todos os direitos, obrigações, indulgências, privilégios e prerrogativas concedidas legitimamente e estabelecidas na Ordem Terceira e oportunamente para os membros existentes de ambos os sexos nossa regra carmelitana adaptada conforme o modo de vida secular junto com o elenco das indulgências a forma de usar o hábito e outras nossas normas oportunas, cuidadosamente também observadas livremente remetemos ao respectivo manual.

A ti pois, de cuja prudência, integridade de costumes, conhecimento da religião e zelo pelas almas, muito confiamos, nomeamos e constituímos comissário ou diretor com todas as faculdades, prerrogativas, direitos e obrigações inerentes ao mesmo ofício conforme a norma da regra e o direito comum.

Declaramos ser a nossa intenção que, se no futuro nosso sodalício no mesmo local e cidade adquirir ou fundar igreja, este sodalício dos terceiros então seja transferida para a nossa igreja.

Dado em Roma, na nossa sede Generalícia. Data 30 de outubro de 2013.

Padre Fernando Millán Romeral, Prior Geral.

Em 27 de abril, enquanto milhares de pessoas ocupavam as ruas de Roma para assistir a canonização dos papas João XXIII e João Paulo II, uma festa muito exclusiva, metade religiosa metade mundana, foi realizada na cobertura da prefeitura vaticana de Assuntos Econômicos situada na praça São Pedro. Umas 150 pessoas, entre as quais se destacavam conhecidos empresários, religiosos e jornalistas italianos, desfrutaram de um generoso buffet que custou 18.000 euros (54.500 reais, aproximadamente) e que, embora tenha sido bancado por dois patrocinadores privados, aborreceu o papa Francisco.

O responsável por reconhecer que Jorge Mario Bergoglio está contrariado por uma festa que não quadra com sua ideia de singeleza foi o cardeal Giuseppe Versaldi, presidente da prefeitura vaticana de Assuntos Econômicos: “Não posso revelar o que disse [o Papa]. Informei e só posso dizer que não ficou muito contente, por usar um eufemismo. Mas posso assegurar que estes episódios não voltarão a ocorrer”...

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.ihu.unisinos.br/noticias/531656-um-luxuoso-almoco-no-vaticano-aborrece-o-papa-francisco

Em meados de maio de 2013, a Justiça brasileira determinou que os cartórios que celebram casamentos não podem rechaçar casais homossexuais que desejarem casar-se, embora o Congresso não tenha aprovado uma lei federal a este respeito. A reportagem está publicada no sítio espanhol Religión Digital, 23-05-2014. A tradução é de André Langer.

A Igreja católica do Brasil mostrou-se, nesta quinta-feira, pela primeira vez a favor do respaldo legal das uniões de duas pessoas do mesmo sexo, como já acontece no país.

“É necessário dialogar sobre os direitos da vida comum entre pessoas do mesmo sexo, que decidiram viver juntas. Elas necessitam de um amparo legal na sociedade”, disse o secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Leonardo Steiner, em uma entrevista publicada na quinta-feira no portal do jornal O Globo.

Há um ano, a Igreja se opôs a uma decisão da Justiça brasileira de permitir que pessoas do mesmo sexo possam casar-se no cartório, como acontece com os casamentos civis heterossexuais no Brasil, o país com o maior número de católicos do mundo.

De acordo com o bispo, a Igreja está em constante mudança. “Ela não é a mesma através dos tempos. Tendo como força iluminadora de sua ação o Evangelho, a Igreja busca respostas para o tempo presente”, disse.

“A Igreja sempre procura ler os sinais dos tempos, para ver o que se deve ou não mudar. As verdades da fé não mudam”, esclareceu.

Em meados de maio de 2013, a Justiça brasileira determinou que os cartórios que celebram casamentos não podem rechaçar casais homossexuais que desejarem casar-se, embora o Congresso não tenha aprovado uma lei federal a este respeito.

Fonte: http://www.ihu.unisinos.br

Frei John Welch, O. Carm

Whitefriars Hall , Washington

A experiência de Teresa é que Deus se encontra conosco e nos aceita  tal como somos  e nos acolhe no lugar que estamos  em nossas vidas. Somos aceitos por Ele ao longo de todo o caminho.  O desafio para nós é aceitar a aceitação, e permitir a essa presença que nos transforme. A realidade desse abraço é à base de nossa oração. Orar,  portanto, é entrar nessa relação  com confiança  sentindo-a  como o fundamento  de nossas vidas. É muito fácil falar sobre isto, mas muito difícil vivê-lo no dia-a-dia...

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.mensagensdofreipetroniodemiranda.blogspot.com.br/2014/05/a-vida-contemplativa-deus-sempre.html

No dia 4 de outubro, dia de São Francisco de Assis, foi sepultada no cemitério de Lisieux a Irmã Teresa do Menino Jesus da Santa Face, falecida aos 24 anos. Quem dirige o cortejo fúnebre é sua irmã Leônia; de coração despedaçado. Havia muito pouca gente no pequeno cemitério. Depois do enterro o Carmelo voltou à rotina.

Quando Teresinha já estava na enfermaria, ouviu uma Irmã dizer: “Eu não sei porque falar tanto de Irmã Teresinha; ela não faz nada de nota; ninguém a vê praticar a virtude, nem sequer se pode dizer que ela seja uma boa religiosa”.

Paulina assumira o compromisso de publicar os escritos da irmã. Por isso pôs logo mãos à obra. Em pouco tempo transformou-os num volume de 474 páginas...

*Leia na íntegra. Clique aqui:

http://www.mensagensdofreipetroniodemiranda.blogspot.com.br/2014/05/santa-teresinha-do-menino-jesus.html