Frei Carlos Mesters, O. Carm.

SALMO 1

1-         Feliz quem não segue o conselho dos maus,

            não anda pelo caminho dos pecadores

            nem se assenta nas reuniões dos zombadores,

2-         mas na lei de JHWH encontra sua alegria

            e na sua lei medita dia e noite.

3-         Ele será como uma árvore

            plantada à beira das águas,

            que dá fruto no devido tempo;

            suas folhas nunca murcham;

            e em tudo que faz sempre tem êxito.

4-         Os maus, porém, não são assim;

            são como a palha carregada pelo vento.

5-         Por isso os maus não poderão ficar em pé no julgamento

            nem os pecadores na assembléia dos justos.

6-         Pois JHWH conhece o caminho dos justos,  mas o caminho dos maus leva à ruína.

Título:            Escolher o caminho da vida

Frase:             “JHWH conhece o caminho dos justos" (Sl 1,6)

Chave:           Salmo de espiritualidade sapiencial. O verdadeiro Sábio é aquele que sabe discernir e escolher o caminho de Deus. Diante do ser humano apresentam-se dois caminhos. A pessoa justa faz a sua escolha observando a proposta divina, meditando dia e noite na Lei de JHWH. Quem segue o caminho dos justos encontrará a verdadeira felicidade. Acolher o projeto de Deus significa empenhar-se e romper com as práticas injustas e desumanas. O caminho dos injustos é ilusão. Leva à ruína e perecerá. Quem trilha o caminho da injustiça não tem futuro! É a meditação constante da Palavra de Deus, da Lei de Deus, que ajuda a escolher o caminho certo.

            O Livro dos Salmos é como uma rede, onde o povo deita e descansa da caminhada, se refaz dos estragos da dor, e acumula novas forças para retomar a luta. Esta rede está pendurada em dois ganchos, Salmo 1 e Salmo 150. O Salmo 1 fala da prática da justiça e da observância da Lei de Deus. Salmo 150 fala do louvor e da festa. Deitado nesta rede, o povo tem os pés do lado do Salmo 1. Do lado do Salmo 150 estão o coração e o desejo, que dão rumo aos pés para percorrer a longa estrada da vida. Toda oração é, ao mesmo tempo, meio e fim, observância e gratuidade, pedido e louvor, conversão e gratidão, compromisso e amizade, caminhada e chegada, luta e festa!

Rumo da prece

v 1:  O caminho que deve ser evitado

  1. 2: Como escolher o caminho certo: meditando dia e noite na lei de Deus
  2. 3: O resultado da boa escolha
  3. 4-5: O resultado da má escolha
  4. 6: Deus conhece os dois caminhos

Trazer o salmo para dentro da vida.

  1. Qual a frase deste salmo que mais me tocou? Por que?
  2. A vida tem suas encruzilhadas. Uma escolha deve ser feita. Você já se sentiu alguma vez numa encruzilhada? Que escolha fez? Foi a escolha certa?
  3. É na meditação da lei de JHWH que está a fonte da felicidade. "Meditar dia e noite a Lei do Senhor". Dia e Noite! É possível? Já tentou alguma vez?
  4. Quais os traços do rosto de Deus que transparecem neste salmo e que me tocaram?